Adalberto da Costa Júnior é o primeiro candidato à liderança da UNITA a entregar assinaturas

O líder parlamentar da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, é o primeiro dos cinco pré-candidatos à liderança do partido a anunciar a entrega das assinaturas necessárias para formalizar a candidatura, informou o partido esta Quinta-feira num comunicado.
DR:
    DR

A entrega das assinaturas à Comissão de Mandatos do XIII Congresso Ordinário da UNITA, (União Nacional para a Independência Total de Angola) vai ser feita na Sexta-feira, em Viana (Luanda).

Adalberto da Costa Júnior, actual líder do grupo parlamentar da UNITA, é apontado como um dos favoritos à sucessão do actual presidente, Isaías Samakuva, tendo a sua candidatura recebido um manifesto de apoio subscrito por 126 militantes destacados do partido.

Outros quatro dirigentes da UNITA manifestaram também a intenção de se candidatarem à liderança do partido: Estêvão José Pedro Kachiungo, Alcides Sakala Simões, Abílio Kamalata Numa e, mais recentemente, Liberty Chiyaka.

No entanto, ainda nenhuma candidatura foi formalizada. O processo supõe vários requisitos, entre os quais a recolha de 50 assinaturas de militantes em cada uma das 18 províncias, mais 1500 em Luanda.

O actual líder da UNITA, Isaías Samakuva, de 73 anos, “não manifestou intenção e não deverá avançar” com uma nova candidatura à presidência do partido que lidera há 16 anos, segundo uma fonte do partido do “Galo Negro”.

O período para apresentação formal de candidaturas teve início na Segunda-feira e prolonga-se até 7 de Outubro.

O novo presidente da UNITA irá a votos durante o XIII Congresso Ordinário do maior partido da oposição, que se realiza entre 13 e 15 de Novembro, em Luanda.

Até lá, terão de ser formalizadas e aprovadas as candidaturas que serão posteriormente submetidas ao crivo da comissão eleitoral, para avaliar o cumprimento dos requisitos necessários, um processo previsto nos regulamentos partidários.

Só depois deste processo se conhecerá quem irá disputar as eleições.

Mais Lidas