Ver Angola

Economia

País com olhos postos no investimento britânico. Ingleses abertos a discutir negócios com Angola

O secretário das Finanças e Tesouro, Ottoniel dos Santos, convidou investidores do Reino Unido a aderirem ao Programa de Privatização de Activos e Participação do Estado (Propriv). Por sua vez, Laurence Robertson MP, enviado do primeiro-ministro britânico para o Comércio com Angola, fez saber que o empresariado britânico está interessado em fixar-se em Angola e que o governo do seu país se mostrou disposto a discutir novos acordos de negócio.

:

Ao falar durante o 'Roadshow Propriv' com os investidores ingleses, o secretário afirmou que os investimentos realizados pelos britânicos em Angola se destacam no sector do petróleo.

A título de exemplo, Ottoniel dos Santos mencionou a British Petroleum (BP), que opera no país desde os anos de 1970.

Citado pela Angop, o secretário considerou que a "cooperação pode ser muito mais intensa e fecunda para os dois países", aproveitando para realçar os interesses manifestados pelos britânicos no sector do agricultura, segundo foi recentemente anunciado pela embaixadora do Reino Unido em Angola, Jessica Hand.

Por sua vez, Laurence Robertson MP adiantou que o empresariado inglês tem vontade de se fixar em Angola e que o governo do seu país se mostrou disposto a discutir novos acordos de negócio.

Citado pelo Jornal de Angola, o responsável ao falar durante o roadshow, afirmou que existem equipas na Embaixada do Reino Unido em Angola que estão disponíveis para discutir propostas e chegar a acordos e parcerias.

Durante o roadshow foi dado a conhecer aos ingleses os activos e participações do Estado alienados e que estão em vias de serem privatizados, tanto em Angola como no estrangeiro.

O próximo roadshow realiza-se em Setembro e será dirigido aos americanos.