Ver Angola

Saúde

África com 227 mortos em 24 horas e mais de 7500 novos casos de covid-19

África registou 227 mortos devido à covid-19 nas últimas 24 horas, passando a um total de 31.283 óbitos, em 1.299.389 casos de infecção, de acordo com os números mais recentes da pandemia no continente.

:

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas registaram-se, nos 55 Estados-membros da organização, mais 7665 novos casos e houve mais 6803 recuperados.

O maior número de casos e mortos continua a registar-se na África Austral, com 687.703 infecções e 15.930 mortos. Só a África do Sul, o país mais afectado do continente, contabiliza 636.517 casos e 14.889 vítimas mortais.

O norte de África, a segunda zona mais afectada pela pandemia, tem agora 248.297 pessoas infectadas e 8987 mortos e, na África Ocidental, o número de infecções subiu para 164.365 e o de vítimas mortais para 2465.

Na região da África Oriental, o número de casos de covid-19 é de 143.649 e 2852 mortos, e na África Central estão contabilizados 55.375 casos e 1049 óbitos.

O Egipto, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 5530 mortos e 99.863 casos, seguindo-se a Argélia, com 1556 mortos e 46.364 casos.

Marrocos contabiliza 72.394 infectados e 1361 vítimas mortais.

Nos seis países mais afectados estão também a Nigéria, cujo número de infectados foi revisto para 55.005 (depois de no Domingo terem sido divulgados 59.905 infectados) e 1057 mortos, e a Etiópia, onde estão registados 57.466 infectados e 897 mortos.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, Angola lidera em número de mortos e a Guiné Equatorial em número de casos.

Angola regista 117 mortos e 2965 casos, seguindo-se a Guiné Equatorial (83 mortos e 4.972 casos), Cabo Verde (42 mortos e 4330 casos), Guiné-Bissau (38 mortos e 2245 casos), Moçambique (27 mortos e 4444 casos) e São Tomé e Príncipe (15 mortos e 896 casos).