Ver Angola

Banca e Seguros

BNA vendeu menos 38 por cento de divisas aos bancos

A quantidade total de divisas vendidas pelo Banco Nacional de Angola (BNA) aos bancos comerciais diminuiu para 2327 milhões de dólares entre Janeiro e Maio deste ano. Uma redução de cerca de 38 por cento comparativamente ao mesmo período de 2019.

:

O retorno das petrolíferas às vendas directas no mercado cambial e a contracção, em cerca de 67 por cento face ao período homólogo anterior, das receitas com as vendas de petróleo são alguns dos motivos que justificam a quebra no volume total de divisas vendidas em leilão pelo BNA, refere o Expansão.

No entanto, registou-se um aumento na venda de divisas dos operadores do sector petrolífero e de outros exportadores. Segundo o Expansão, as vendas de divisas das petrolíferas e do mercado (excepto o sector diamantífero) nos primeiros cinco meses do ano chegaram aos 3045 milhões de dólares.

Feitas as contas, entre Janeiro e Maio, o mercado vendeu mais 718 milhões de dólares do que o BNA. "As compras ao BNA correspondem a cerca de 50 por cento das dividas adquiridas" pela banca, explicou fonte do banco ao Expansão.

O mês de Abril deste ano foi o que registou a maior queda: o BNA vendeu apenas 188,37 milhões de dólares nos leilões, tendo a venda de divisas registado uma quebra em cerca de 80 por cento comparativamente aos 840,10 milhões vendidos em Abril de 2019.

Estas quebras, de acordo com a mesma fonte, estão relacionadas com os ajustes que o banco central faz aos procedimentos de venda: "O BNA faz alterações dos procedimentos de venda das petrolíferas, de modo que elas hoje podem directamente vender aos bancos, o que só por si faz com que o BNA não precise vender tanto como no passado".

O boletim mensal do BNA, referente a Maio, indica ainda que além do valor comprado pelos bancos nos leilões do BNA, também compraram moeda estrangeira a outras fontes. Por exemplo, os bancos compraram 38,68 milhões de dólares ao sector diamantífero. Além disso, os bancos também adquiriram 58,92 milhões de dólares a outros sectores, excepto o diamantífero e o petrolífero.

Assim, durante os cinco primeiros meses do ano, os bancos compraram ao mercado um total de 3,05 mil milhões de dólares e 2,33 mil milhões de dólares ao BNA.

A entrada das petrolíferas na venda directa de divisas permitirá ao BNA reduzir a sua participação no mercado cambial e passar a focar-se na supervisão das transacções. De acordo com o mesmo jornal, a estratégia do banco passa por recorrer ao mercado quando for necessário comprar moeda estrangeira para reforçar as Reservas Internacionais Líquidas.