Ver Angola

Ambiente

Avaria em sistema de drenagem de mina diamantífera polui 100 quilómetros de rio na Lunda Sul

Uma avaria no sistema de drenagem da bacia de rejeitados da Sociedade Mineira de Catoca provocou um derrame poluente que abrange aproximadamente 100 quilómetros do rio Lova, na província da Lunda Sul, informou o Governo.

:

Numa nota, o Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente de Angola refere que a Direcção Nacional de Prevenção e Avaliação de Impactos Ambientais (DNPAIA) e a Agência Nacional de Resíduos notificaram a empresa sobre este incidente depois de uma denúncia pública, na Segunda-feira.

Segundo a Sociedade Mineira de Catoca, o incidente deveu-se ao rompimento do dique de protecção da bacia de retenção das águas de lavaria de produção da mina, provocando a poluição do rio Lova e adjacentes, a 27 de Julho.

O documento salienta que a empresa diamantífera informou ainda que fez diligências para conter o derrame, com a construção de um dique na área afectada, estando em curso um plano de recuperação das áreas afectadas.

As autoridades informam ainda que, no sentido do acompanhamento das acções de contenção e limpeza das áreas afectadas, a DNPAIA iniciou trabalhos de fiscalização para a reposição do estado de degradação ambiental e social, à luz do princípio do poluidor-pagador, nos termos do Decreto Presidencial 194/11, de 7 de Julho, sobre a Responsabilidade por Danos Ambientais.