Multinacional tecnológica chinesa Huawei quer reforçar investimentos em Angola

A multinacional chinesa de tecnologias Huawei manifestou, esta Segunda-feira, em Luanda, através do seu vice-presidente, Ping Guo, a intenção de reforçar os seus investimentos no país nos vários domínios das tecnologias de informação.
Pedro Parente:
    Pedro Parente

O facto foi revelado à imprensa depois do Presidente da República, João Lourenço, ter recebido em audiência uma delegação do grupo empresarial Huawei, liderada pelo vice-presidente da companhia, Ping Guo, refere a Angop.

No final do encontro, o director-geral da Huawei em Angola, Ryan Li, confirmou que foram abordadas com o Chefe de Estado questões ligadas a soluções tecnológicas, dado o interesse da empresa chinesa expandir os seus investimentos no país.

Informou que, ao Presidente João Lourenço, a delegação da Huawei avançou com algumas propostas do grupo para o mercado nacional em termos de soluções tecnológicas.

A Huawei é detentora de aplicativos e soluções tecnológicas inovadoras para saúde, educação e agricultura. Para o ministro das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha, que esteve presente na audiência, o Executivo vai continuar a prestar atenção a esse segmento.

O governante assinalou que a Huawei continua a manifestar o seu grande em continuar a trabalhar no mercado nacional, refere uma informação disponível na página do Governo. “O que vamos fazer agora é colocar as nossas equipas técnicas a trabalhar e a identificar o que devemos fazer, além do que já tem sido feito com a Huawei”, referiu o ministro.

Em relação a uma possível instalação de um centro de referência tecnológico para montagem de smartphones, computadores e outros equipamentos, o ministro frisou que ainda nada foi avançado e que todas as propostas e intenções apresentadas pela Huawei vão ser discutidas.

Mais Lidas