A Opinião de Janísio Salomão

O desencanto e desilusão das sondagens eleitorais 2017


O desencanto e desilusão das sondagens eleitorais 2017

Janísio Salomão

Mestre em Administração de Empresas, Consultor Empresarial e Técnico Oficial de Contas

Já em anteriores crónicas havia chamado atenção dos eleitores e utilizadores das redes sociais, sobre falsas sondagens que estavam a ser publicadas nas redes sociais, bem como médias diversos, os menos atentos deixaram levar-se por sondagens que não tinham respaldo científico e técnico suficiente, alimentaram-se delas, sonharam alto, construíram castelos na areia, veio a água do mar, e levou-os todos.
:
  

Como tal, agora apenas sobra a tristeza e o abalar do espírito. Pese embora, os resultados provisórios publicados pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE) não tenham agradado a muitos, não devemos baixar a cabeça, "é o fim de uma batalha apenas, e não da guerra", conforme o velho adágio.

Contudo, ganhamos todos, ganha a democracia porque diariamente se vai solidificando e tornando-se madura.

Talvez sim, agora concordo que se devam ter cuidados com sondagens falsas e sem fundamento e, encontrar mecanismos jurídicos, para que elas não sejam usadas como arma de arremesso para muitos players políticos.

É hora de despertar do sono, e cair na realidade, embora ela seja nua, dura e crua, aceitar os resultados e, reflectir onde é que se falhou e não continuar sempre com o velho discurso de que as eleições foram fraudulentas.

 O ciclo continua, para próxima há mais eleições!

Mais Lidas