Ver Angola

Saúde

Covid-19: mortes em África ultrapassam as 160.000 e há mais 53.704 novos casos

O número de mortes associadas à covid-19 em África ultrapassou a barreira dos 160.000, totalizando 160.648 óbitos, mais 929 nas últimas 24 horas, durante as quais se registaram 53.704 novos casos, segundo dados oficiais regionais divulgados esta Quinta-feira.

:

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de infectados em África desde o início da pandemia é de 6.335.702, mais 53.704 nas últimas 24 horas.

O número de recuperados é agora de 5.546.538, dos quais 33.112 registados nas últimas 24 horas, segundo a mesma fonte.

A África Austral continua a ser a região mais afectada do continente, com 3.037.743 casos e 82.742 óbitos associados à covid-19. Nesta região, encontra-se o país mais atingido pela pandemia, a África do Sul, que contabiliza 2.327.472 casos e 68.192 mortos.

O Norte de África, que sucede à África Austral nos números da covid-19, atingiu os 1.813.835 infectados e 51.742 óbitos associados à doença.
A África Oriental contabiliza 772.843 infecções e 16.364 mortos e a região da África Ocidental regista 510.974 casos e 6673 mortes.

A África Central é a região do continente com menos casos de infecção e de mortes: 200.307 casos e 3127 mortes, respectivamente.

O Egipto, o segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, regista 16.465 mortes e 283.862 infectados, seguindo-se a Tunísia, com 17.913 óbitos e 555.997 casos, e Marrocos, que contabiliza o segundo maior número de infecções em todo o continente, 566.356 casos, mas menos mortes do que os dois países anteriores, com 9498 óbitos associados à doença.

Entre os países mais afectados estão também a Etiópia, com 4360 vítimas mortais e 277.959 infecções, e a Argélia, com 3994 óbitos e 157.005 infectados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique regista 1190 óbitos e 103.713 casos de infecção acumulados desde o início da pandemia e Angola contabiliza 973 mortes associadas à doença e 41.227 infectados acumulados.

Cabo Verde regista 297 mortes associadas à doença e 33.395 infecções, a Guiné Equatorial 123 óbitos e 8848 casos, a Guiné-Bissau contabiliza 74 mortos e 4108 infectados e São Tomé e Príncipe 37 óbitos e 2413 infecções.