Ver Angola

Saúde

Covid-19: segunda dose da vacina Sputnik esgotou em Angola

O Ministério da Saúde (MINSA) anunciou que “de momento, já não dispõe da componente 2 da vacina Sputnik V”, da Rússia, e pediu aos utentes que aguardam pela segunda dose para que aguardem uma nova convocatória.

:

Numa nota divulgada na Quarta-feira à noite, o MINSA tranquilizou os utentes e afirma que serão convocados pelos canais habituais.

Segundo as autoridades, a segunda dose das vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Sinopharm, continuam a ser administradas nos centros de vacinação.

Na Segunda-feira, o Presidente, João Lourenço, e a primeira-dama, Ana Dias Lourenço, receberam a segunda dose de imunização da Sputnik.

Na ocasião, a ministra da Saúde Sílvia Lutucuta informou que o país vai receber, nos próximos tempos, vacinas de várias fontes no âmbito dos mecanismos bilaterais e multilaterais.

A segunda dose da vacina Sputnik V começou a ser administrada no dia 16 de Julho, quando Angola recebeu uma encomenda de 25 mil doses da vacina russa.

O Governo vai gastar, no total, 111 milhões de dólares para adquirir seis milhões de doses da Sputnik V.

Com 30 milhões de pessoas, Angola tem 15,6 milhões elegíveis para serem vacinadas.

Já foram administradas mais de 1,7 milhões de doses e cerca de 650 mil pessoas contam com imunização completa.

Relacionado