Ver Angola

Indústria

Produção de café continua a subir. Governo luta para reactivar indústria “de grande importância”

O revitalizar da indústria do café continua a ser um dos objectivos do país, que ano após ano vê subir os números das campanhas agrícolas, na esperança de chegar aos resultados obtidos antes da guerra, em que a produção nacional era um dos pilares da economia.

:

Na campanha deste ano, mais de 350.000 mudas de café das espécies robusta e arábica foram produzidas até à data. Os números do ano anterior ficaram-se pelas 240.460 mudas.

Os dados foram avançados pelo Instituto Nacional de Café (INCA) e parceiros, sendo que o secretário de Estado para a agricultura e pecuária, João Cunha, referiu que a produção de mudas se deve à necessidade contínua do processo de renovação das plantações de café.

Considerando o assunto de "grande importância", o responsável afirmou que o ministério forneceu 104.220 mudas aos agricultores, de forma a possibilitar a instalação de 54 hectares de novas plantações de café nas províncias do Huambo, Bié e Huila.

João Cunha avançou ainda, citado pela Angop, que cerca de 100.000 novas plantas de café, da variedade robusta, foram colocadas em local definitivo por produtores particulares, em fazendas nas províncias do Bengo, Uíge, e Cuanza Norte e Sul.

O secretário de Estado deixou ainda um apelo, a potenciais financiadores, para apoio aos produtores particulares e a famílias organizadas em associações e cooperativas agropecuárias, de forma a que se assista a um crescimento harmonioso e gradual nos níveis de produção.