Ver Angola

Telecomunicações

Ministério ameaça ‘desligar’ sites de dezenas de bancos e entidades públicas

Vários bancos e instituições públicas arriscam-se a ficar com os seus sites em baixo. O aviso chegou por parte do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação que revelou que irá retirar o domínio ‘AO’ dos sites das entidades que têm pagamentos em atraso.

:

Na 'lista negra' da tutela estão os sites dos bancos BAI, BFA e BPC, das operadoras Unitel e Movicel, da Provedoria de Justiça e da INACOM, o regulador do sector das telecomunicações.

O ministério alertou que estas e outras entidades que tenham o pagamento em atraso correm o "risco iminente" de ficar offline.

Segundo explicou a tutela em comunicado, citado pelo Expansão, este domínio representa "a presença angolana na internet".

"Se o seu endereço faz parte da lista seguinte, é porque foi detectado que o seu endereço está em situação irregular sendo este um comunicado de cortesia antes do desligamento definitivo do mesmo", alertou a tutela.

As falhas já se começaram a registar: algumas empresas e entidades públicas perderam o domínio ainda antes de regularizar a sua situação de pagamento, tendo ficado com o site em baixo e sem acesso ao e-mail.

De acordo com uma fonte citada pelo Expansão, "esta situação criou um autêntico caos na banca esta manhã [Sexta-feira]. Se o domínio 'AO', os bancos ficam impossibilitados de fazer transferências e outras operações que precisam do site operacional".

Para ter acesso ao domínio 'AO', as entidades têm de pagar, por ano, 8 mil kwanzas ao Instituto Nacional de Fomento da Sociedade da Informação. No entanto, muitas empresas não procederam a esse pagamento.