Ver Angola

Ambiente

Ministério de Adjany Costa assina acordo com Nações Unidas para combater comércio ilegal de animais

O país vai receber um financiamento de 4,1 milhões de dólares para combater o comércio ilegal de animais e plantas e tentar acabar com os “conflitos homem-animais que se registam constantemente ao redor das áreas de conservação”.

:

O financiamento foi firmado esta Quinta-feira através de um acordo assinado pela ministra da Cultura, Turismo e Ambiente, Adjany Costa, e pelo Representante Residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Edo Stork.

Em comunicado enviado ao VerAngola, a tutela revela que a assinatura do acordo "decorreu durante o Workshop do Comité de Pilotagem no Âmbito do Projecto de Expansão e Fortalecimento do sistema das áreas protegidas em Angola", no Hotel Trópico.

O dinheiro será usado pelo Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, que contará com a ajuda do PNUD para implementar o projecto durante seis anos.

"O projecto tem como principal objectivo reduzir o comercio ilegal de produtos da fauna e flora activas e mitigação do conflictos homem-animais que se registam constantemente ao redor das áreas de conservação", revela o comunicado.

A implementação deste projecto será feita a nível nacional, "mas inicialmente será implementado em duas áreas, no Parque Nacional de Mayombe em Cabinda, e na Reserva Natural do Luando, na província de Malanje".