Angola garante eficácia no controlo de mercadorias em trânsito

A Administração Geral Tributária (AGT) assegurou que tem disponíveis "mecanismos eficazes" de controlo de mercadorias em trânsito no país, referindo que a República Democrática do Congo (RDCongo) e a Zâmbia lideram o transporte de mercadoria.
:
  

"Temos mecanismos de controlo, com um sistema que permite o controlo da mercadoria em trânsito no ponto de entrada ou de saída, por outro lado, a rota que os camiões fazem também é acompanhada por vários serviços de fiscalização", disse Joana Numélia, do departamento de Normas e Procedimentos da AGT.

"A questão do trânsito é muito importante na actual conjuntura, designadamente, porque o nosso país está situado numa zona litoral, tem acesso ao mar e tem a sua volta alguns países encravados que, de certa forma, precisam de usar o nosso território para fazer circularem as suas mercadorias", adiantou.

Em declarações à Lusa, em Luanda, à margem do 1.º workshop sobre os Regimes e Procedimentos Aduaneiros e Medidas de Facilitação do Comércio, fez saber que a RDCongo e a Zâmbia são os países que mais recorrem a esse mecanismo de mobilidade transfronteiriça.

Segundo a responsável, os referidos países fazem recurso às sete regiões tributárias do país, "das quais existem alguns pontos de entrada, de modo que de certa forma são usadas para a entrada e trânsito de mercadoria".

"Agora que o nossas estradas estão boas e o Caminho de Ferro de Benguela está a transportar mercadorias, de um modo geral há um aumento significativo de operações de trânsito ao nível do nosso país", apontou.

"Em trânsito registamos mercadorias de vária ordem, neste momento para RDCongo passam maquinarias, produtos alimentares, mineiros, mas também nos acautelamos na verificação de eventual mercadoria proibida", assegurou.

Questionada sobre benefícios do país no domínio do trânsito de mercadorias, Joana Numélia, que no workshop falou sobre "Procedimentos sobre o Trânsito", frisou que essas operações "sempre poderão incrementar alguma mão-de-obra".

Mais Lidas