Ver Angola

Saúde

Angola realiza primeiro levantamento de doenças tropicais negligenciadas

Um grupo de 60 técnicos de saúde angolanos vai realizar uma pesquisa, nos próximos 55 dias, para identificar doenças tropicais negligenciadas, como 'pé de elefante', em 147 localidades do país.

:

Em declarações à agência Lusa, o coordenador do Programa das Doenças Tropicais Negligenciadas, Pedro Van-Dúnem, disse que se trata do primeiro trabalho que se realiza no país, com técnicos de laboratório, numa perspectiva de eliminação da doença.

Pedro Van-Dúnem disse que os técnicos, divididos em dez grupos, vão pesquisar o índice de oncocercose ou cegueira dos rios, de elefantíase ou 'pé de elefante' como também é conhecida, de drancunculiase ou verme-da-guiné, de hematúria ou bilharziose intestinal, no país, para o mapeamento dessas doenças.

A elefantíase é uma doença parasitária, cuja forma sintomática mais conhecida é o inchaço e engrossamento da pele e tecidos subjacentes, já a drancunculiase ou verme-da-guiné é uma infecção causada pelo consumo de água contaminada, tendo como sintomas após cerca de um ano de infecção uma dolorosa sensação de queimadura, geralmente nos membros inferiores, causando algumas semanas depois dificuldades para caminhar e trabalhar.

Por sua vez, a hematúria ou bilharziose é causada por um parasita e apresenta como sintomas sangue na urina.

Entretanto, depois de uma formação de cerca de três dias a 35 técnicos angolanos, promovida, esta semana, pelo Ministério da Saúde de Angola em colaboração com a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma equipa de 24 técnicos de saúde, lançou esta quinta-feira na comuna de Cassoneca, município de Icolo e Bengo, província de Luanda, um projecto-piloto para o levantamento da oncocercose e a loase em 177 localidades do país.

Segundo o responsável, este trabalho vem pôr em prática o que os técnicos aprenderam nos últimos dias, no terreno, munidos de instrumentos que vão permitir fazer o trabalho de campo num período cerca de 50 dias", sublinhou Pedro Van-Dúnem.

A oncocercose, também conhecida como a cegueira dos rios, é uma doença provocada pela picada da mosca preta, causando nódulos no corpo, prurido, por vezes descoloração e perda de elasticidade da pele, e que como complicação principal causa a cegueira.

A loase é igualmente uma doença da pele e dos olhos, causada pela picada da mosca vermelha, provocando o seu inchaço e comichão.