Ver Angola

Banca e Seguros

Resultado líquido do BFA cai 25 por cento devido a pandemia e rating

O Banco de Fomento Angola (BFA) anunciou esta Segunda-feira uma redução de 25,1 por cento do resultado líquido de 2020, para quase 90 mil milhões de kwanzas, fortemente influenciado pela pandemia e pela queda do rating de Angola.

:

"O BFA obteve um resultado líquido de 89.848,6 milhões de kwanzas em 2020, o que representa uma redução homóloga de 25,1 por cento face a 2019; esta redução é motivada pelo registo de 70 milhões de dólares em imparidades com activos de Títulos e Crédito, na sequência da revisão em baixa do rating da dívida soberana de Angola", lê-se no comunicado distribuído esta Segunda-feira em Luanda sobre os resultados do banco em 2020.

"Em ano incontornavelmente marcado pela pandemia e pelos seus efeitos económicos a nível mundial, o BFA registou um crescimento robusto e sustentável da sua actividade, bem como do seu número de clientes, os quais cresceram 6,2 por cento para 2,1 milhões", aponta-se no comunicado, que dá ainda conta de um crescimento de 31 por cento nos activos totais, uma subida de 30 por cento do produto bancário, para 274,2 mil milhões de kwanzas e uma expansão de 38,8 por cento dos Recursos de Clientes.

Considerando o ano passado como "extremamente desafiante", o presidente da comissão executiva do BFA, citado no comunicado, salientou que "os bons resultados operacionais, com crescimentos superiores a 30 por cento em diversas categorias", evidenciam o empenho dos colaboradores, e concluiu que "2021 será igualmente desafiante pelo que o banco considera que deve manter o seu rumo relativamente a disponibilização de produtos e serviços que bem sirvam as famílias e empresas em Angola, sempre garantindo um negócio sustentável e de futuro".