Ver Angola

Educação

Pós-covid leva carteiras individuais às salas de aula. JiréTour's investe 250 milhões de kwanzas na produção

Tendo em conta o reinício das aulas escolares, que deverá acontecer ao longo dos próximos meses, o grupo empresarial JiréTour's investiu 250 milhões de kwanzas e produz agora 300 carteiras individuais por dia para equipar salas de aula um pouco por todo o país.

:

De acordo com Osvaldo Caumbulo, administrador do grupo, o investimento da fábrica de produção de mobiliário escolar deve-se em muito a mais de uma dezena de encomendas de colégios de carteiras individuais.

“Estamos a pautar e a seguir as normas da Organização Mundial de Saúde (OMS), pois, acreditamos que as carteiras individuais serão a solução do futuro”, disse o responsável ao OPaís.

A unidade fabril, localizada no Benfica (Luanda), tem capacidade de produzir 600 carteiras por dia, estando neste momento a produção a rondar as 400 unidades diárias: 300 carteiras individuais e 100 carteiras duplas.

Ainda segundo o responsável, cerca de 90 por cento da matéria-prima utilizada é nacional, desde a madeira, ao ferro, passando por outros materiais para os acabamentos.

Os preços das carteiras variam entre os 23.000 e os 28.000 kwanzas por unidade. No pós-venda, a unidade fabril garante serviços de manutenção no prazo de um ano, de forma a garantir uma maior durabilidade dos equipamentos.

Para além do fabrico de mobiliário escolar, a Jiretours produz ainda equipamentos para escritórios, igrejas, bibliotecas e museus. 

A expansão faz parte dos planos da empresa, que almeja a abertura de representações nas províncias e a internacionalização para a República Democrática do Congo.

Relacionado