Ver Angola

Economia

Guiné-Bissau quer apoio de Angola para o desenvolvimento socioeconómico

O presidente da Assembleia Popular da Guiné-Bissau manifestou esta segunda-feira, em Luanda, o interesse na retoma das relações de cooperação com Angola, no âmbito do desenvolvimento socioeconómico do seu país.

:

Cipriano Cassamá, que realiza uma visita de três dias a Luanda, foi hoje recebido pelo presidente da Assembleia Nacional de Angola, Fernando da Piedade Dias dos Santos.

Em declarações à imprensa, no final do encontro, Cipriano Cassamá sublinhou que Angola ajudou sempre a Guiné-Bissau no seu desenvolvimento, desde os primórdios da guerra", o que vai continuar a acontecer. "Pensamos que com esta minha visita vamos não só analisar com o meu colega, mas sim desenvolver acções de cooperação ao nível do parlamento e dos Estados, e dos dois Governos", frisou.

"Espero que Angola retome, em todos os níveis, toda a cooperação no âmbito do desenvolvimento socioeconómico da Guiné-Bissau, quer ao nível do Bauxite Angola [empresa angolana], quer ao nível de águas profundas do Porto Buba, quer ao nível da reforma da defesa e segurança", acrescentou.

Segundo o presidente do parlamento guineense, decorre actualmente a revisão da Constituição da Guiné-Bissau, a reforma da Assembleia Popular, e foi também empossada uma comissão de reconciliação, que vai permitir a consolidação da paz definitiva. "Por isso queremos levar a experiência de Angola ao nosso país", expressou.

O programa de visita de Cipriano Cassamá prevê uma audiência com o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, a assinatura de um protocolo de cooperação parlamentar, encontros com os presidentes dos grupos parlamentares angolanos e uma visita à futura Assembleia Nacional de Angola, em Luanda.