Banco Económico apoia iniciativa “Angola a Sorrir”

O Ministério da Saúde (MINSA) e o Banco Económico juntam-se para implementar um inovador programa para promoção da saúde oral, a nível nacional, dirigido a crianças em idade escolar.
:
  

A iniciativa “Angola a Sorrir” integra a realização de rastreios gratuitos de saúde oral nas escolas e acções de sensibilização sobre práticas diárias de prevenção. O projecto será implementado em diversas  escolas, da província do Namibe, entre os dias 16 e 19 de Junho. O programa  pretende atingir 300 crianças, entre os seis e os 12 anos de idade, de diversas escolas, do 1.º Ciclo do Ensino Básico, dos municípios do Tômbwa e Namibe.

De acordo com um comunicado remetido ao VerAngola, esta  actividade vai  fazer parte do Acto Central de Comemoração do Dia da Criança Africana, que se celebra a 16 de Junho,  no Município do Tômbwa, Província do Namibe e contará com a presença  do Ministro da Saúde - José Vieira Dias Van-Dúnem - do Governador do Namibe - Rui Falcão Pinto de Andrade - de assessores e técnicos do Ministério da Saúde, de representantes do Banco Económico, bem como de outras individualidades do Governo Provincial do Namibe.

“Angola a Sorrir” foi criado com o intuito de promover a aquisição de conhecimentos sobre saúde oral nas crianças. Este programa inova ao introduzir, no rastreio, tecnologia digital, através da utilização de uma câmara intra-oral, que regista e transmite para um computador as necessidades de intervenção, emitindo no final um diploma personalizado com o nome, fotografia e os resultados do rastreio de cada criança.

 Pretende-se, também, ensinar as crianças a identificar as estruturas da boca, referenciar as principais doenças orais e ensinar como as prevenir. Paralelamente, as crianças serão ensinadas a utilizar correctamente a escova, o fio dentário e serão sensibilizadas para a importância de uma alimentação saudável.

 Os eventos são preparados para abordar as crianças de uma forma lúdica e divertida, e durante a implementação do projecto nas escolas, os espaços vão estar decorados com diversos objectos – Boca, Dentes Gigantes e Escova de Dentes Gigantes – para além de animações alusivas ao tema.

 Após conclusão e análise dos rastreios realizados, será atribuído, a cada aluno, um diploma do “Agente Sorriso” que lhe conferirá aptidões especiais - capacidades de atacar a cárie dentária, de induzir comportamento de higiene oral em familiares, de resistir ao excesso de guloseimas - bem como a capacidade de dar beijos carinhosos e sorridentes. O diploma integrará o resultado do rastreio, registado pela câmara intra-oral, e impresso no momento.

Os rastreios de demonstração e  diagnóstico do “Angola a Sorrir” são efectuados  por uma equipa de médicos-dentistas angolanos, liderados pelo Dr. Sérgio Nunes e o tratamento clínico será assegurado por hospitais e centros de saúde locais.

 

Paralelamente, serão desenvolvidos planos de formação e transferência de conhecimentos para os quadros da Província do Namibe. O programa “Angola a Sorrir” prevê a formação de profissionais nacionais, em contexto de trabalho na área da saúde oral, em diversos cursos - assistentes dentários, higienistas orais e Intervenção comunitária. A formação em contexto de trabalho decorrerá simultaneamente com a realização teórica dos respectivos cursos em regime de e-Learning.

Mais Lidas

:
Já começa a custar…