Ver Angola

Saúde

Covid-19: Angola sem novos infectados nas últimas 72 horas. Número mantém-se nos 48 positivos

Os casos de covid-19 não sofreram qualquer alteração nas últimas 72 horas em relação a novos testes positivos para a infecção. O país continua a registar 48 casos positivos dos quais 29 activos, duas mortes e 17 recuperados.

:

Os números foram avançados este Domingo pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, durante a habitual conferência de imprensa sobre a evolução da doença no país. Segundo o responsável, desde o início do surto, já foram processadas 6500 amostras, das quais 48 tiveram resultado positivo e 5947 negativo. Franco Mufinda indicou que ainda estão em processamento 505 amostras.

O secretário revelou ainda que o número de pessoas em quarentena institucional sofreu mudanças: 18 pessoas receberam alta (oito no Uíge, cinco em Cabinda, duas no Bié e Cunene e uma na Lunda Sul). Permanecem em quarentena 790 pessoas.

O responsável fez ainda saber que 21 dos casos de infectados ocorreram através de transmissão local.

Recorde-se que recentemente o secretário de Estado para a Saúde Pública revelou que o país iria adoptar um método de testagem diferente. 

Angola vai passar a utilizar um novo método laboratorial para acelerar o procedimento de testagem da covid-19 e, assim, ter acesso aos resultados de uma forma mais rápida.

Euclides Sacomboio, especialista em bioquímica e biologia molecular, citado pela Angop, revelou que Angola vai começar a usar o método Genexpert que vai permitir reduzir o tempo de diagnóstico.

Segundo responsável, que falava no espaço "Conversas no CIAM", até então Angola tem usado o método RT-PCR que demora entre 48 a 72 horas a processar o teste em laboratório. Com este novo método, o Genexpert, o tempo de processamento passará a ser de 24 horas.

Euclides Sacomboio assegurou que estes dois métodos são bastante fiáveis para detectar a presença do vírus.