Ver Angola

Cultura

Filme angolano vence prémio em festival brasileiro

O filme angolano “Merci Chicco et Daddy” venceu o prémio de melhor actuação e personagens na IV edição do Festival do Mostra Itinerante de Cinema Negro Mahomed Bamba (MIMB), que decorreu na Bahia, no Brasil.

:

A longa-metragem, realizada pelo angolano Talibán, foi um dos 282 filmes que participaram no festival brasileiro, que tinha como tema principal "Caminhos, contando histórias das diásporas negras do mundo" e que se realizou entre 31 de Março e 9 de Abril.

De acordo com o realizador, citado pelo Jornal de Angola, o filme homenageia Chico Pululu e Daddy, dois actores de nacionalidade congoleses que já morreram e que fizeram carreira na década de 80 e 90.

"Chico interpretava, nas exibições, um deficiente físico com problemas mentais e procurava, nas actuações, o valorizar como ser humano. Já o Daddy foi dos actores que me influenciou para seguir artes cénicas, quando estudava teatro e cinema em Kinshasa, nas condições e refugiado de guerra, nos anos de 1993 a 1998", indicou Talibán.

O realizador fez ainda saber que o filme é falado em lingala, mas tem legendas em português.

Gravada em 2020 em Luanda, o realizador indicou que "apesar de narrar um assunto ligado à República Democrática do Congo, a distinção aconteceu por este incluir valores culturais dos dois povos, desde a forma de chorar os mortos, às crenças no sobrenatural e às práticas de algumas religiões tradicionais".

De acordo com o Jornal de Angola, a Secretaria do Cine Club Brasil selecionou a versão do filme com legendas em inglês para integrar a sua lista. Já a versão com legendas em francês vai concorrer este e no próximo ano nos festivais de cinema dos países francófonos.