Ver Angola

Economia

Privatização de sete activos entrega 19 mil milhões de kwanzas ao Estado

A privatização de sete activos rendeu ao Estado 19 mil milhões de kwanzas. Os contratos de adjudicação foram assinados esta Terça-feira pelo Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE) - no âmbito do PROPRIV - que revelou que os activos dizem respeito a empreendimentos agropecuários e agroindustriais.

:

Em comunicado a que o VerAngola teve acesso, o Ministério das Finanças revelou que os activos foram adquiridos por cinco empresas de direito angolano: Grupo FF Empreendimentos, Fazenda Pérolas do Kikuxi, Telgest, Sociedade Agropecuária do Bailundo e Grupo Edson Droves.

"O Grupo FF Empreendimentos assinou o contrato de adjudicação referente à aquisição da Fazenda Agro-Industrial de Camaiangala, localizada na província do Moxico", tendo pago cerca de 9700 milhões de kwanzas, explicou a nota.

As restantes quatro empresas adquiriram os Matadouros Modelares de Luanda, Camabatela e Porto Amboim, o Complexo de Silos de Catete, o Entreposto Frigorífico de Caxito e a Fábrica de Processamento de Tomate e Banana de Caxito.

A aquisição destes activos resultou num total de 8900 milhões de kwanzas.

Na sessão de assinatura dos contratos, o secretário de Estado das Finanças e do Tesouro e Coordenador Técnico Permanente do PROPRIV, Osvaldo João, disse que a celebração destes contratos simboliza a "a confiança no futuro".

"Os activos cujos contratos foram assinados constam do programa de privatização do Executivo, um programa que vai continuar a beneficiar da confiança dos investidores. Essa confiança está patente, por exemplo, no facto de nenhum dos activos ter sido alienado abaixo de 80 por cento do preço de referência – e um deles ter mesmo superado a base de licitação", completou.