Ver Angola

Construção

ENCIB pretende aumentar volume de negócios para 8,5 mil milhões de kwanzas até 2025

O aumento do volume de negócios para cerca de 8,5 mil milhões de kwanzas até 2025 é um dos objectivos da Empresa Nacional de Construção de Infra-estruturas Básicas (ENCIB). A informação foi avançada por Laureano Tchoia, director-geral da empresa, que indicou que a meta é atingir um volume de negócios na ordem dos oito mil milhões, 556 milhões, 972 mil e 609 kwanzas, em cerca de quatro anos.

:

Segundo o responsável, a cifra pretendida poderá ser obtida através da requalificação dos serviços de terraplanagem bem como através da central de britagem e manutenção e conservação das redes rodoviárias.

Citado pela Angop, Laureano Tchoia, que falava esta Quinta-feira no âmbito do Fórum de Alta Direcção da ENCIB sob o tema "Diagnóstico e Perspectivas de Relaçamento", indicou que a empresa está a passar por um processo de reestruturação e, portanto, o valor de negócios para este ano será de cerca de 399 milhões e 80 mil kwanzas.

Apesar das dificuldades actuais, os planos da direcção da ENCIB para os próximos anos incluem o aumento dos rendimentos, visando reforçar a sustentabilidade financeira da empresa.

A estratégia de crescimento da empresa passa também, segundo Laureano Tchoia, pela liquidação de uma dívida de cinco mil milhões de kwanzas do Governo.

Avançou que neste momento a ENCIB tem alguns projectos em curso no sector da construção civil que ajudarão a fazer crescer as receitas. Para já, a empresa está a trabalhar numa obra de construção de reservatórios de água em 180 escolas, a realizar um serviço na via da Samba e outro de tapagem de buracos na Estalagem, completou.

Fez ainda saber que a empresa também tem uma dívida de cerca de 200 milhões de kwanzas para o Instituto de Segurança Social. A dívida, segundo o responsável, além de estar a criar alguns obstáculos para os 92 trabalhadores e com a AGT, também não permite à empresa participar nos concursos de obras públicas.

A receita mensal da ENCIB actualmente é de 20 milhões de kwanzas. Um número que o responsável considera escasso para gerir a empresa e avançar com o desenvolvimento de novos negócios.

Tutelada desde 1978 pelo Governo Provincial de Luanda, a ENCIB é uma instituição colectiva de direito público, com autonomia administrativa, financeira e património próprio.