Ver Angola

Saúde

Mães com Covid-19 podem continuar a amamentar? Bastonária dos Médicos diz que é seguro

Elisa Gaspar, bastonária da Ordem dos Médicos de Angola, assegurou que as mães que estão a amamentar bebés o podem continuar a fazer. A garantia surge depois de algumas mães se terem mostrado preocupadas e sem saber se os seus filhos podem ficar infectados pelo Covid-19 através da amamentação.

:

"A Organização Mundial de Saúde (OMS) orienta a manutenção da amamentação por falta de elementos que comprovem que o leite materno possa disseminar o coronavírus", explicou a especialista, em entrevista ao jornal Opaís.

Elisa Gaspar disse ainda que as mães que querem amamentar e que se encontram "em condições clínicas adequadas para fazê-lo" podem continuar com a amamentação.

No entanto, deixou algumas recomendações: A mãe infectada deve ser "orientada para observar as medidas apresentadas a seguir, com o propósito de reduzir o risco de transmissão do vírus através de gotículas respiratórias durante o contacto com a criança, incluindo a amamentação".

Uma mãe que esteja infectada com coronavírus deve, segundo a bastonária, lavar as mãos durante "pelo menos 20 segundos antes de tocar" no bebé ou de extrair o leite. Deve também usar uma máscara facial que tape a boca e o nariz e, durante a amamentação, deve "evitar falar ou tossir".

Em caso de tossir ou espirrar, a máscara facial deve ser imediatamente trocada, acrescenta, relembrando que no caso de extracção do leite, a bomba deve ser limpa de acordo com as recomendações das autoridades de saúde.

Perante a situação que o país e o mundo enfrentam, a bastonária revelou que a ordem está a trabalhar no sentido de as normas de prevenção serem cumpridas pela população e está ainda a realizar acções de formação para os profissionais de saúde.

"Penso que cada um de nós tem essa responsabilidade de informar os menos esclarecidos sobre a Covid-19", completou.