Ver Angola

Saúde

Japão disponibiliza meio milhão de dólares para apoio à nutrição e vacinação em Angola

O Japão disponibilizou mais de meio milhão de dólares para apoio à nutrição e imunização de crianças da província do Cunene, região afectada pela seca, anunciou esta Terça-feira o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

:

Um comunicado, a que agência Lusa teve acesso, refere que o apoio no valor de 545 mil dólares será transferido para o Unicef, sendo que a parte destinada à área de nutrição vai beneficiar pelo menos 38 mil pessoas, incluindo crianças e mulheres do município de Ombandja, um dos mais afectados pela seca.

"O Governo do Japão quer, por meio deste financiamento à Unicef, reforçar o seu compromisso com a criação de um ambiente favorável para o desenvolvimento integral de cada criança, particularmente aquelas que vivem em situações que aumentam a sua vulnerabilidade", disse o embaixador do Japão em Angola, Hironori Sawada, citado na nota.

Com estes fundos, sublinha-se na nota, a organização das Nações Unidas pretende apoiar as autoridades da província do Cunene a garantir que cerca de 16 mil crianças, com menos de cinco anos, tenham acesso à prevenção e rastreio da desnutrição aguda e cerca de 12 mil crianças em idade escolar beneficiem de acções de desparasitação.

O financiamento disponibilizado destina-se também à compra de suplementos nutricionais e desparasitantes, para crianças em idade escolar e à formação de cerca de 30 professores, que vão fazer a vigilância nutricional e aconselhar sobre as boas práticas de alimentação de bebés e crianças pequenas.

O apoio financeiro está igualmente reservado a acções de imunização nos municípios de Cacuaco e Viana, na província de Luanda, capital de Angola, com foco na formação de técnicos de vacinação e responsáveis pelas acções de promoção de saúde a nível comunitário, para que possam estar prontos a responder a qualquer surto e a mobilizarem a população a aderirem às campanhas de vacinação.

"Com este financiamento, temos mais um exemplo de congregação de esforços múltiplos entre parceiros, com o objectivo principal de acudir às necessidades das populações mais afectadas pelas diversas emergências que ocorrem no país", disse o representante interino do Unicef em Angola, Jean François Basse.