Ver Angola

Energia

Construção de barragem na fronteira com a Namíbia arranca em 2021

As obras para a construção da barragem transfronteiriça de Baynes, entre Angola e Namíbia deverão ter início no próximo ano, anunciou esta semana o ministro da Energias e Águas.

:

De acordo com a Angop, o anúncio para a construção da barragem, com um orçamento estimado de 1,2 mil milhões de dólares, foi feito na Terça-feira pelo ministro João Baptista Borges.

O governante adiantou que os acordos bilaterais entre os dois países foram alcançados e que a construção da barragem — que terá uma capacidade de produção de 600 megawatts de energia — se prolongará por quatro anos.

"Se mantivermos o cronograma do acordo estabelecido, podemos cumprir com os prazos, pois existe um grande interesse bi-nacional neste projecto", defendeu João Baptista Borges.

O ministro considerou que a construção de Baynes é importante e que esta vai apoiar o desenvolvimento económico dos dois países.

A barragem de Baynes terá 200 metros de altura, 1025 de comprimento de coroamento, 40 quilómetros de albufeira e uma área inundada de 58,15 quilómetros quadrados, num nível de pleno armazenamento.

Os 600 megawatts produzidos pela barragem serão divididos de forma equitativa entre Angola e Namíbia, devendo cada uma ficar com metade desta produção.

A construção da futura infra-estrutura foi aprovada pelas partes em 2014, no quadro de um estudo de viabilidade concluído um ano antes.

O projecto, além da construção do aproveitamento hidroeléctrico, inclui também estradas e outras linhas de interligação entre os dois países.

Relacionado