Ver Angola

Economia

China investe cinco milhões para criar “o maior estaleiro de Angola”

Chineses vão investir cerca de cinco milhões de dólares no sector das pescas. O acordo, que vai ser celebrado entre parceiros chineses e a Sociedade de Pescas do Cuanza Sul (Sopesul), visa aumentar a construção de barcos de pesca semi-industrial.

:

O projecto visa garantir que o nosso país tem equipamento suficiente para apostar no sector das pescas. Assim, o número de peixe a nível nacional aumentará, diminuindo o número de importações.

António Vieira, responsável da Sopesul, em declarações ao Jornal de Angola, revelou que, neste momento, estão a ser criadas "condições para sermos o maior estaleiro de Angola, com a construção de embarcações semi-industriais e dar resposta gradual às grandes carências nesse domínio".

O responsável revelou ainda que o Ministério das Pescas e do Mar está a acompanhar o projecto e que vai atribuir o licenciamento necessário para que a construção dos barcos possa avançar.

A madeira para os barcos será fornecida pelas províncias de Cabinda, Zaire, Bengo e Cuanza Sul, revelou, acrescentando que as redes de arrasto, redes de cerco, GPS, sistema de refrigeração e motor serão importados.

"Não há constrangimentos na aquisição de material no país e na China temos um fornecedor de equipamentos electrónicos para navegação e localização do cardume", afirmou.