Ver Angola

Comércio

Belas Shopping inaugura primeiro piso esta Quinta-feira. Obra custou 20 milhões de dólares

O primeiro piso do Belas Shopping vai ser inaugurado esta Quinta-feira. A construção custou 20 milhões de dólares e faz parte do projecto de expansão que a empresa que gere o centro comercial tem elaborado desde 2017. A expansão do shopping luandense prevê a criação de cerca de 150 novos postos de trabalho directos.

:

De acordo com o director-geral da empresa que gere o Belas Shopping, Uirá Ribeiro, a criação deste novo piso enquadra-se num projecto de expansão e modernização do shopping.

Para a criação deste piso, que será inaugurado esta Quinta-feira e que tem como objectivo a modernização e melhoria das instalações do Belas Shopping, foram investidos 20 milhões de dólares, adiantou o responsável, em declarações ao jornal Opaís.

O responsável considerou ainda que esta melhoria será uma mais valia para os lojistas e clientes, mas também para quem se encontra à procura de emprego. Uirá Ribeiro revelou que com a expansão do espaço serão criados cerca de 150 novos postos de trabalho directos, nas novas lojas que irão ser abertas no novo piso.

A obra, que demorou um ano até ficar concluída, permitiu dar uma nova cara ao Belas Shopping: "Foi uma obra um pouco mais demorada e com muita engenharia complexa, porque reformamos todo o shopping", disse.

O Belas Shopping conta agora com uma parte interna mais moderna, iluminação com luzes LED, melhoria e expansão das casas-de-banho e uma nova pintura. Quanto ao novo piso, este vai ser composto por lojas, servidas por elevadores e escadas rolantes.

O próximo passo, indicou Uirá Ribeiro, é atrair marcas internacionais para se alojarem no centro comercial. O processo parece estar no bom caminho, com a entrada da marca Red Tag. A 'departmanet store' dos Emirados Árabes também será inaugurada esta Quinta-feira.

Esta procura tem como objectivo aumentar o número de visitantes do shopping, que por mês recebe 150 mil pessoas, escreve o mesmo jornal. "A nossa expectativa é gerir maior fluxo de pessoas, pois seremos a melhor opção de compras e entretenimento do Talatona", completou.

Quanto às adversidades económicas que o país tem enfrentado, o responsável afirmou que os lojistas têm sentido alguma quebra nas vendas, mas disse estar confiante de que tudo irá melhorar. "Continuamos a investir em Angola esperançosos de que a tempestade passe para vivermos o período de menos instabilidade", frisou.

Relacionado