Ver Angola

Banca e Seguros

Banco de Fomento Angola liderou negociação na bolsa em 2019

O Banco de Fomento Angola (BFA) liderou as negociações ao nível dos mercados da Bolsa de Dívida e Valores de Angola (Bodiva), em 2019, com 282,9 mil milhões de kwanzas e quota de mercado de 32,27 por cento.

:

Na segunda posição, entre os agentes de intermediação da bolsa de Angola, surge o Banco Angolano de Investimentos (BAI) que no período negociou 174,6 mil milhões de kwanzas cuja quota de mercado cifrou-se em 19,98 por cento, seguido pelo Banco Millenium Atlântico (BMA), com um montante de 140 mil milhões de kwanzas.

O Standard Bank Angola (SBA) e Banco Económico compõem o 'top 5' dos maiores agentes de intermediação da bolsa angolana, em 2019.

Segundo dados descritos no Relatório Anual dos Mercados Bodiva 2019, apresentado esta Quinta-feira, em Luanda, entre os 22 membros da Bolsa, apenas 17 contribuíram para o montante global negociado em 2019, 874 mil milhões de kwanzas.

As transacções efectuadas pelo BFA, BAI e BMA representam cerca de 68,38 por cento.

Na análise de desempenho por membros, referente à posição vendedora, o estudo constata que o BFA mantém a tendência da liderança, com uma quota de mercado de 31,77, seguido do Millenium Atlântico com 17,84 por cento, e do BAI com 14,81 por cento.

O BFA lidera igualmente a posição compradora com uma quota de mercado de 32,96 por cento, seguido pelo BAI e SBA com as quotas a cifrarem-se em 25,15 e 14,85 por cento, respectivamente.

Em relação ao desempenho dos membros Bodiva por maturidade, o relatório refere que os títulos com maturidade 2020 representam a preferência dos membros, com uma quota de cerca de 44,45 por cento, seguidos das maturidades de 2021 (17,17 por cento) e 2022 (11,98 por cento).