Visabeira negoceia empréstimo de 25 milhões para continuar investimento em Angola

Construção e imobiliário, turismo, telecomunicações e energia, industria e comércio e serviços. São estas as apostas do grupo português Visabeira em Angola. Com mais de 17 anos de experiência a projectar e a desenvolver actividades determinantes para o progresso do nosso país, o grupo multinegócio negoceia agora um financiamento na ordem dos 27 milhões de dólares de forma a reforçar a operação de televisão por cabo em Angola.
:
  

Os contactos estão ser mantidos com o Banco Europeu de Investimento (BEI), sendo que o financiamento permitirá desbloquear verbas para avançar com investimentos em Angola. De acordo com declarações do presidente da Visabeira Global, Pedro Reis, ao Diário Económico, está a ser "negociada a segunda fase de um empréstimo junto do Banco Europeu de Investimento para uma operação de televisão por cabo em Angola".

Ainda de acordo com o responsável pela multinacional portuguesa, a operação a ser negociada será “um reforço de um financiamento já existente para um projecto para a TV Cabo Angola, de cerca de 27 milhões de dólares". Pedro Reis refere ainda que "com esses fundos, que serão injectados na economia angolana e como grande parte do valor acrescentado também é colocado no país, a Visabeira quer poder trocar um montante de 13 milhões de kwanzas que espera ver convertido e assim conseguir, com a origem de fundos, depois fazer a circulação" e investir.

"Investir em Angola e Moçambique é incontornável", acrescentou o também vice-presidente do grupo, destacando a forte presença da Visabeira em áreas como as engenharias de rede de telecomunicações, de electricidade e gás e nas operações de televisão por cabo.

Mais Lidas