Ver Angola

Economia

Fórum empresarial entre Portugal e Angola marcado para Junho em Luanda

O fórum entre empresas de Portugal e de Angola, inicialmente previsto para o primeiro quadrimestre deste ano, vai realizar-se em Luanda no mês de Junho, anunciou esta terça-feira o ministro da Economia português.

:

Em declarações, em Lisboa, António Pires de Lima confirmou a realização deste fórum, anunciado em Janeiro passado pelo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Rui Machete, durante uma visita oficial a Luanda. "Nós vamos este ano, em Junho, ter em Luanda um fórum empresarial, é algo em que estou a trabalhar também com o senhor ministro da Economia de Angola", disse Pires de Lima, na declaração emitida pela rádio pública angolana. De acordo com informações recolhidas pela Lusa em Luanda, o adiamento deste fórum visa aproximar o evento à realização da anual Feira Internacional de Luanda, um dos maiores eventos do país.

Na mesma declaração, à margem de uma visita ao SISAB - Salão Internacional de Alimentação e Bebidas, o governante português defendeu os investimentos cruzados entre empresários dos dois países. "Eu creio que é muito bom que os empresários angolanos apostem em Portugal. Creio também que é muito importante que os empresários portugueses possam continuar a apostar e a investir em Angola", acrescentou o ministro da Economia português.

Igualmente à margem do SISAB, onde participam 130 empresários de Angola, o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, recordou que o mercado angolano é o quarto principal destino de exportações de Portugal, e o número um fora da União Europeia. "E a relação, de resto, com Angola é muito especial, como todos sabem", afirmou o primeiro-ministro português.

No anúncio do encontro, em Janeiro, Rui Machete explicou que este "será um fórum de empresas portuguesas que vêm a Luanda discutir os problemas dos investimentos, das exportações, das importações, com empresas angolanas".

Mais de 9000 empresas de Portugal exportam actualmente para Angola e cerca de 2000, angolanas, são participadas por capital português, segundo dados da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP). Em 2013, as trocas comerciais entre os dois países ascenderam a 7,8 mil milhões de dólares. Deste total, 3,4 mil milhões de dólares foram relativos à exportação de bens e 1,5 mil milhões de dólares aos serviços, em ambos os casos de Portugal para Angola.