Ver Angola

Construção

Angola é um dos países mais procurados pelos arquitectos portugueses

A Ordem dos Arquitectos portuguesa certificou no ano passado 535 destes profissionais para trabalharem no estrangeiro, pedidos que têm vindo a aumentar desde 2011, com destino sobretudo para o Reino Unido, Brasil e Angola.

Franck Boston:

Fonte do gabinete de comunicação da Ordem dos Arquitectos revelou que o Reino Unido (com 155 certificados) é o país cuja procura se tem mantido "em contínuo crescimento", seguido do Brasil (58) e Angola (47). Nos destinos preferidos pelos arquitectos portugueses seguem-se a Espanha, a França e a Suíça.

Os dados da OA - entidade que passa os certificados aos profissionais que querem sair do país para se inscreverem em ordens congéneres no estrangeiro - indicam que os pedidos de certificados aumentaram apenas 0,75 por cento de 2013 para 2014 (531 certificados em 2013 para 535 em 2014). No entanto, nos três anos anteriores, o aumento de pedidos foi de 71,65 por cento em 2011, 54,88 por cento em 2012, e 15,43 por cento em 2013, período em que o sector da construção sofreu um forte impacto da crise económica em Portugal.

Estes certificados, segundo a entidade, são documentos essenciais para que os arquitetos portugueses possam assinar projetos noutros países, mas ressalva que "não correspondem aos arquitetos que trabalham no estrangeiro, cujo número global a Ordem não tem forma de contabilizar".