Ver Angola

Cultura

Jerusalema challenge: música sul-africana e coreografia angolana põem Portugal a dançar

A música ‘Jerusalema’ transformou-se, no ano passado, num símbolo da luta contra a covid-19. Foi através de uma coreografia angolana que a melodia sul-africana se tornou num hino e espalhou alegria e boa disposição pelos quatro cantos do mundo. Portugal não foi excepção e, até a cidade de Tarouca - no distrito de Viseu - decidiu adoptar a música e a coreografia para dinamizar e reinventar a prática de desporto no concelho, em tempos de pandemia.

:

'Jerusalema', uma música da compositora sul-africana Nomcebo e do produtor Master KG, foi lançada no início do ano passado. Cantada na língua 'zulu', a compositora proclama a Jerusalém, dizendo que esse é o seu reino e a sua casa, ao som de batidas contagiantes e alegres.

Foram essas batidas que conquistaram o grupo angolano Fenómenos do Semba. Os angolanos decidiram criar uma coreografia para a música e publicar um vídeo dos seus passos na Internet. A coreografia dos angolanos, que surgem a dançar com um prato de comida na mão, tornou-se viral, tendo chegado aos quatro cantos do mundo.

Portugal não foi excepção e decidiu recriar o desafio, escreve o Observador. O pelouro do Desporto da Câmara Municipal de Tarouca não quis ficar indiferente ao movimento e, com o objectivo de reinventar o conceito de exercício físico no concelho, o pelouro do Desporto da autarquia de Tarouca adaptou a coreografia sob o lema "Jerusalema Challenge".

"Nós precisávamos de reinventar aquilo que é o desporto no concelho, fazendo com que não houvesse qualquer tipo de ajuntamento, seguindo aquilo que eram as recomendações da Direcção-Geral de Saúde. Nesse sentido julgamos que uma forma de chegar até casa das pessoas era através de vídeo e o nosso colega disse que havia um engraçado", contou à data Vítor Dourado ao português Jornal do Centro.

O '#jerusalemachallenge' tornou-se num fenómeno viral: funcionários de grandes supermercados, empresas, amigos, polícias, bombeiros, médicos, entre outros, uniram-se numa só voz para adaptar e imitar os passos angolanos ao som de 'Jerusalema', numa espécie de força conjunta contra a covid-19.

Pode ver o vídeo dos portugueses aqui.

Relacionado