Ver Angola

Política

RDCongo assume presidência da União Africana em 2021

A República Democrática do Congo (RDC) vai assumir a presidência rotativa da União Africana (UA) em 2021, foi anunciado este Domingo na abertura da 33.ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da organização, em Adis Abeba na Etiópia.

:

O Presidente da República Democrática do Congo, Félix Tshisekedi, sucederá dentro de um ano a Cyril Ramaphosa, chefe de Estado da África do Sul, que na mesma sessão, recebeu do Egipto a presidência da organização para 2020.

A sessão, que começou cerca das 11h30 locais marcou o arranque oficial de dois dias de trabalhos, que decorrerão à porta fechada e terminam no final do dia de Segunda-feira com uma cerimónia pública.

Antes do arranque oficial da cimeira, os chefes de Estado e de Governo posaram para a habitual fotografia de grupo.

Entre os países africanos lusófonos, Angola e Cabo Verde estão representados pelos respetivos presidentes da República, João Lourenço e Jorge Carlos Fonseca, e a delegação de Moçambique é chefiada pelo primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário.

A delegação de São Tomé e Príncipe é liderada pela ministra dos Negócios Estrangeiros, Elsa Pinto, enquanto a Guiné-Bissau será representada por Suzy Barbosa, que se demitiu de ministra dos Negócios Estrangeiros, mas está em Adis Abeba com "plenos poderes" de representação atribuídos pelo Presidente José Mário Vaz.

De acordo com a agenda de trabalhos, durante a cimeira, os representantes dos 55 países da UA irão analisar os avanços das reformas da organização, com a apresentação de relatórios sobre as reformas das instituições e sobre a Zona Africana de Livre Comércio.

Em discussão estará também o relatório do Conselho de Paz e Segurança, que esteve reunido no Sábado para analisar a situações na Líbia e no Sahel.