Ver Angola

Energia

Angola avalia potencial petrolífero de quase 600 quilómetros quadrados de bacias do interior

A Agência Nacional de Petróleo e Gás (ANPG) está a avaliar o potencial petrolífero de bacias do interior de quatro províncias, numa área de cerca de 600 mil quilómetros quadrados, foi anunciado esta Quinta-feira.

:

Segundo o presidente da ANPG, Jerónimo Paulino, que falava durante uma conferência de balanço do primeiro ano de actividade da agência, as bacias estão localizadas nas províncias do Cunene, Cuando Cubango e parte das regiões do Moxico e Malanje.

Jerónimo Paulino frisou que, esta tarefa que deverá estar concluída até 2022, acontece em "áreas novas, nunca exploradas".

"Há cerca de dez anos realizámos estudos aéreos geofísicos e estes estudos já foram interpretados e demonstram a possibilidade de haver potencial. Medir a possibilidade de existência de potencial tem a ver com a espessura dos sedimentos e há espessura suficiente para ser gerado óleo", disse o responsável, em declarações à imprensa.

O PCA da concessionária petrolífera nacional frisou que agora inicia-se a segunda fase, que serão trabalhos de recolha de informação no campo, para depois se fazer uma avaliação final e definir se há potencial ou não.

"De facto, há uns tempos tivemos a informação de populares que em áreas da Baixa de Cassanje (província de Malanje) estavam a caiar casas de pau-a-pique com óleo tirado de uma lagoa, para nós isto é um bom indicativo", realçou.

Relacionado