Ver Angola

Defesa

Alfândega do Aeroporto do Porto apreendeu 36 mil cigarros Pall Mall de Angola

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) anunciou que a Alfândega do Aeroporto do Porto apreendeu 36 mil cigarros da marca Pall Mal que estavam dissimulados em três malas de porão e cuja origem era Angola.

:

Em comunicado enviado à agência Lusa, a AT revela que a apreensão dos 36 mil cigarros da marca Pall Mal ocorreu no âmbito da defesa da fronteira externa, mais especificamente no controlo aduaneiro de passageiros e suas bagagens através da Alfândega do Aeroporto do Porto.

“Face ao volume crescente da circulação de viajantes e à necessidade de supervisionar a cadeia de abastecimento, os serviços aduaneiros recorrem à gestão do risco para levar a cabo controlos eficazes e eficientes, evitar uma perturbação injustificada dos viajantes legítimos e utilizar os recursos de forma eficiente, protegendo desta forma os cidadãos da União Europeia e as empresas legítimas”.

Os 36 mil cigarros da marca Pall Mal estavam encontravam dissimulados “em três malas de porão, transportadas por dois passageiros procedentes da Angola”, refere o mesmo comunicado.

A detecção do tráfego ilícito de cigarros foi levada a cabo pelos funcionários aduaneiros, através de técnicas de inspecção e controlo desenvolvidas pela AT.

Nos termos da legislação portuguesa em vigor, os cigarros foram apreendidos e serão sujeitos a inutilização, sob controlo aduaneiro.