Asseco Academy inicia novo curso para futuros profissionais de tecnologias de informação

A Asseco Academy, academia de formação especializada em tecnologias de informação, iniciou este mês a 3ª edição do seu curso de certificação destinado a futuros profissionais do sector financeiro. O curso conta com a participação de 20 formandos, todos recém-licenciados nas principais universidades do país.
:
  

Este programa de formação não tem qualquer custo financeiro para os formandos. Os custos são integralmente suportados pela Asseco PST, a empresa tecnológica que criou a Asseco Academy, no início de 2018, junto aos seus novos escritórios em Talatona, na Cidade Financeira. Além das salas equipadas com a mais moderna tecnologia, a Asseco PST assegura os formadores responsáveis pelos conteúdos dos cursos.

Na segunda edição do curso, concluído em Outubro, 90 por cento dos formandos foram de imediato integrados no mercado de trabalho, maioritariamente na banca. 

O programa de certificação é realizado em regime presencial, em horário laboral, com um total de 240 horas de formação. Ministrado ao longo de oito semanas, o curso é composto por oito módulos, seis dos quais com avaliação, sobre as várias vertentes do negócio bancário. No final do programa formativo é entregue um certificado aos formandos com aproveitamento. 

Desde o primeiro curso, o número de candidaturas tem subido exponencialmente. Além das campanhas de divulgação e recrutamento nas universidades angolanas, os candidatos podem igualmente inscrever-se através do endereço academy@pst.asseco.com. 

Academia expande-se para Moçambique

O êxito da Asseco Academy em Angola levou a Asseco PST a replicar o conceito da Academia noutras geografias onde a empresa tecnológica, especialista no desenvolvimento de software e aplicações para a banca, tem uma base instalada. O próximo passo é a abertura da Asseco Academy em Moçambique, devendo o primeiro curso ter início em Maputo, em Abril. 

Antes, e tal como já acontece em Angola, será iniciado o processo de selecção dos candidatos, designadamente junto das universidades. Esta selecção passa por três fases, incluindo testes psicotécnicos e duas rondas de entrevistas.  

“A Asseco PST sempre teve uma preocupação acrescida com o desenvolvimento do capital humano nas várias geografias onde opera. O nosso objetivo em Moçambique é igualmente o de formar especialistas em tecnologias de informação que possam depois prosseguir as suas carreiras em áreas ligadas à atividade bancária”, afirma Daniel Araújo, CEO da empresa.

O gestor acrescenta que “a Asseco Academy é o nosso veículo por excelência para ajudar a potenciar mais e melhores profissionais neste sector, criando simultaneamente um programa de certificação profissional que seja reconhecido pelo mercado.” 

A exemplo da experiência angolana, o programa formativo em Moçambique, sem encargos para os formandos, será levado a cabo duas vezes por ano.

Mais Lidas