A Opinião de Janísio Salomão

Micro e pequenas empresas: o seu papel no desenvolvimento das comunidades e municípios


Micro e pequenas empresas: o seu papel no desenvolvimento das comunidades e municípios

Janísio Salomão

Mestre em Administração de Empresas, Consultor Empresarial e Técnico Oficial de Contas

As micro e pequenas empresas continuam a desenvolver nos dias actuais um papel relevante para as comunidades e municípios onde se encontram inseridas.
:
  

Constituem uma forma rápida e célere de inserção do meio das comunidades comparativamente as grandes empresas, que necessitam de avultados investimentos, mão-de-obra qualifica e especializada. A realidade angolana não difere da realidade de outros países, em Angola com o eclodir da Independência e da paz, fruto do crescimento da economia angolana, paulatinamente vão surgindo micro e pequenas empresas que se encontram espalhadas em diversas partes do país algumas vulgarmente conhecidas como “janelas abertas” e não só.

O ambiente macroeconómico do pais tem propiciado tal condição, e hodiernamente, grande parte das famílias já encaram estes estabelecimentos como fontes de sustento para si próprias. Quando ainda os grandes centros comerciais apresentavam um surgimento tímido e a um ritmo gradativo lento, as micro e pequenas empresas despontaram nas comunidades e permitiam um estreitar das relações comerciais, bem como supressão de grandes parte dos bens e serviços, que geralmente apenas poderiam ser encontrados nas grandes superfícies urbanas.

Chiavenato (1) nas suas abordagens realça que, as micro e pequenas empresas constituem o cerne da dinâmica da economia dos países, as impulsionadoras dos mercados, as geradoras de oportunidades, as proporcionadoras de emprego, mesmos em situações de crises. Para Silva (2) as empresas de pequeno porte têm demonstrado flexibilidade para constituir arranjos organizacionais, valorizando a estrutura simples, mais dinâmica, inovadora e sensível às exigências de mercado e desta forma prestar um atendimento personalizado ao consumidor.

As micro empresas em Angola ajudaram a criar rendas para as pessoas com um rendimento per capita baixo, contribuem para arrecadação de receitas através do pagamento de impostos e ainda contribuem para o sustento de famílias. Propiciar condições para o surgimento de micro empresas nas comunidades ajuda de certa forma impulsionar o empreendedorismo para grande parte da juventude desempregada e permite destarte, contribuir para o desenvolvimento dos municípios onde as mesmas se encontram se inseridas.

Notas:

(1) Chiavenato, Idalberto. Administração – Teoria, processo e prática. São Paulo: Atlas, 1995.

(2) Silva, L. A. et al. Qualificação e informalidade. São Paulo: Contemporaneidade e Educação. 1996.

Mais Lidas