Ver Angola

Comércio

Um encontro com a natureza: as flores mais belas e frescas de Luanda estão na Exótico

Pedro Vasconcelos, técnico na arte floral. Ou florista, por assim dizer. Tinha vida feita em Portugal: um emprego de anos e a família de sempre. Mas nunca diz que não a um desafio. A aventura fê-lo cruzar o Atlântico e aterrar em Luanda, para que o mercado angolano pudesse conhecer o seu talento com flores e plantas. A resposta não poderia ter sido mais positiva.

:

Desde Novembro de 2014 que o número 140 da Rua N'Dunduma, no Miramar, conhece a Exótico – Plantas & Flores. Ao VerAngola, Pedro Vasconcelos conta que este é um espaço “agradável”, sempre na norma do bem receber e situado numa das zonas mais nobres de Luanda: “Temos um espaço muito engraçado. Com um pequeno pátio à entrada, que decoramos com imensas flores. Há também um lugar onde o cliente se pode sentar à espera de ser atendido. É muito bom”. Para além do mais existe mesmo, imagine-se, uma palmeira plantada dentro da loja: “uma graça”, brinca o florista.

Pedro chegou a Angola “por acaso”, conta. “Vim uma vez para dar formação e as pessoas começaram a convidar-me para vir”, explica. Daí a surgir “o tal projecto” que o desafiou, foi um pequeno passo. Hoje, é peça fundamental na Exótico, assume a gerência e dá formação. Arranjos florais para festas de casamento, aniversários, baptizados, reuniões de trabalho e congressos. Aluguer de plantas para feiras e outros eventos. Decoração de interiores, de eventos e de jardins através da arte floral. Vitrinismo. Todas estas actividades fazem parte do portefólio da Exótico, cuja missão é proporcionar “um encontro com a natureza” a todos os que solicitem os seus serviços.

A aposta tenta ser máxima no que diz respeito a produtos nacionais, apesar de nem sempre ser possível. “Angola tem plantas muito bonitas, e nota-se uma evolução nesta área. No entanto, como ainda não existe muita concorrência, os preços são bastante elevados. Por vezes temos mesmo de recorrer à importação, de países como Portugal, Quénia e África do Sul”.

O gosto dos angolanos foi algo que surpreendeu Pedro Vasconcelos: “Existe a ideia de que este é um povo muito exuberante, que só fica satisfeito com o mais vistoso, o mais caro, etc. Mas não é bem assim. Os angolanos viajam muito, vão desde Paris a Nova Iorque, Roma... E vêm muitas coisas nessas viagens, trazem ideias. São também muito ponderados, não compram à toa. Além disso, o angolano sabe reconhecer a qualidade”, explica.

A Exótico avalia projectos de decoração floral para todo o tipo de eventos, trabalhando em especial com entidades públicas, que querem compor os seus congressos e reuniões. Festas particulares como casamentos ou baptizados também fazem parte dos serviços mais requisitados. Para Pedro “cada caso é único e o aconselhamento personalizado e atempado da Exótico é essencial para o sucesso do evento”.

Nos planos para o futuro estão uma loja online, já que “cada vez mais as pessoas estão nos escritórios ou em casa e não têm disponibilidade para se deslocarem ou para estar no trânsito”, explica Pedro Vasconcelos. Já o Facebook da marca quer tornar-se num ponto de apoio para os clientes da Exótico, que poderão esclarecer dúvidas, pedir orçamentos e formalizar encomendas através da página.