Ver Angola

Economia

PR incentiva empresários dos sectores da agricultura e indústria a aderirem à linha de crédito do Deutsche Bank

João Lourenço deixou um incentivo, esta Sexta-feira, aos empresários nacionais dos sectores da agricultura, pecuária, agro-indústria, pesca, indústria transformadora e mineira a aderirem à linha de crédito do Deutsche Bank.

:

O país não pode continuar a desperdiçar os recursos que estão à sua disposição, especialmente numa altura em que o objectivo passa pela inversão da organização da economia e pela diminuição da presença do Estado neste ramo, realçou João Lourenço, que falava na reunião ordinária do Conselho Económico Social.

O chefe de Estado, citado pela Angop, aproveitou ainda para alertar que se os empresários se mostrarem desinteressados em aceder a esta linha, o país poderá deixar de beneficiar das vantagens da mesma.

A linha de crédito do banco alemão, que tem um valor geral de mil milhões de euros, visa disponibilizar financiamento a projectos ligados aos sectores da agricultura, pecuária, agro-indústria, pesca, indústria transformadora e mineira.

Trata-se assim de um recurso de cedência de crédito à importação ou exportação, enquadrando-se num acordo firmado entre o Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) e o Deutsche Bank.

Além disso, esta linha também visa ajudar o sector privado de Angola na importação de bens ou produtos necessários para executar iniciativas de investimento.

A disponibilidade de moeda estrangeira para importação bem como a realização de reembolso do valor do crédito em kwanzas e sem mudanças de câmbio são algumas das vantagens que esta linha oferece aos empresários nacionais.

Relacionado