Ver Angola

Transportes

Operadoras de transportes públicos sem condições deixam de funcionar na capital

As operadoras de transportes públicos que não apresentem as condições mínimas, a nível técnico-operacional, vão deixar de operar em Luanda. A revelação foi feita pelo secretário de Estado para os Transportes, Jorge Bengui, que fez ainda saber que será aberto um concurso público para as empresas e operadoras que reúnam as condições necessárias para operar na capital.

:

O responsável reconheceu que Luanda tem vários problemas no que diz respeito à mobilidade urbana e que é preciso fazer uma reestruturação do sistema de transporte urbano.

Entre os principais problemas está o fraco funcionamento dos serviços das operadoras de transportes públicos, agravado pelo congestionamento e deterioração das estradas. A pouca oferta de transportes públicos e de infra-estruturas rodoviárias também tem contribuído para os problemas de circulação na capital.

Face a este panorama, o secretário de Estado para os Transportes, citado pelo Jornal de Angola, assegurou que vão ser tomadas medidas para reestruturar o sistema de transporte urbano. Entre as medidas a adoptar está a reestruturação dos contratos de concessão com as empresas que prestam serviços de transporte na capital.

Admitindo que as operadoras que não reúnam as condições mínimas para operar vão ser afastadas das ruas de Luanda, Jorge Bengui revelou ainda que será aberto um concurso público para as empresas e operadoras que reúnam as condições exigidas pela entidade contratante, passarem a operar na capital. Contudo, não avançou data para o lançamento do concurso.

No pacote de medidas está ainda a elaboração de uma lista das infra-estruturas rodoviárias que estão degradadas para que sejam reabilitadas primeiro, refere o Jornal de Angola.

A medidas começarão a ser consolidadas a partir da próxima semana. No entanto, algumas já se encontram em curso, como é o caso do aumento do número de autocarros a circular em algumas vias.

Quanto às rotas que ainda não têm transportes públicos em circulação, Jorge Bengui, que falava no final de uma reunião com o Ministério dos Transportes e o Governo Provincial de Luanda, onde foi apresentada uma estratégia para, a curto prazo melhorar a mobilidade urbana em Luanda, indicou que os órgãos de administração municipal deverão definir quais as rotas que faltam dar resposta à população.

Relacionado