Ver Angola

Defesa

SIC deteve administrador da Catumbela por suspeitas de corrupção

O administrador da Catumbela, Julião de Almeida, foi detido esta Terça-feira por suspeita de prática dos crimes de peculato e corrupção. O também 1.º secretário do MPLA no município foi já afastado do cargo de administrador por Rui Falcão, governador da província de Benguela, que emitiu um despacho a decretar a sua exoneração.

: Tarcisio Vilela/Angop
Tarcisio Vilela/Angop  

Sabe-se que o mandado de detenção foi emitido pela Procuradoria Geral da República (PGR) e executado pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC). No entanto, segundo o jornal Opaís, mais nada se sabe acerca da detenção, uma vez que o caso se encontra em segredo de justiça.

No dia em que foi detido, Rui Falcão, governador de Benguela , emitiu um despacho a exonerar Julião de Almeida das suas funções como administrador. O despacho indicava ainda o nome do seu sucessor: Fernando Belo, que até aqui ocupava o cargo de administrador-adjunto do Cubal.

Apesar da exoneração ter sido decretada no dia em que Julião de Almeida foi detido, fontes governamentais, citadas pelo mesmo jornal, rejeitam a hipótese de que a detenção tenha motivado a exoneração.

O suspeito está numa das celas do SIC enquanto aguarda para ser interrogado.

Julião de Almeida é o segundo administrador em Benguela que tem problemas com a justiça. O primeiro foi Carlos Guardado, que se encontra em prisão preventiva.