Ver Angola

Politics

Angola and United Arab Emirates prepare agreements in several domains

Angola e os Emirados Árabes Unidos vão rubricar este ano novos acordos de cooperação nos sectores dos Transportes Aéreos e Rodoviários, da Agricultura, Indústria Mineira, Energia e Comércio.

:

A informação foi prestada pelo ministro das Relações Exteriores, Téte António, no final da audiência concedida pelo Presidente João Lourenço ao ministro de Estado para os Negócios Estrangeiros dos Emirados Árabes Unidos, sheih Shakbbot Nahayan Mabarak Al-Nahyan, este Domingo no Palácio Presidencial.

No domínio dos Transportes Aéreos, Téte António disse que será aumentado o número de voos da companhia dos Emirates para Angola, enquanto a nível dos Transportes Rodoviários o objectivo principal é a integração de Angola nas regiões da África Austral e Central.

"Temos vias rodoviárias não só nacionais, mas também para materializar a integração da República de Angola nas regiões em que nos encontramos. Estou a falar da região da África Austral e da região África Central", frisou o diplomata, tendo acrescentado que no domínio da Agricultura, o investimento recairá principalmente para a região Leste do país, onde afirma ser "bastante vasta e com muitas potencialidades".

"Outro valor acrescentado é o Caminho-de-Ferro de Benguela, que é outra potencialidade que pode ser explorada e pode desenvolver a agricultura no Leste do país", reforçou, em comunicado disponibilizado pelo Governo a que o VerAngola teve acesso.

A cooperação no domínio da Energia passará por investimentos em linhas de transportação. "O facto de termos barragem não é suficiente. A parte que muitas vezes é muito mais onerosa em termos de investimento é a transportação de energia e os Emirates Árabes Unidos estão prontos a trabalhar connosco neste sentido", disse o ministro.

No sector das Minas, além da exploração de diamantes, os investimentos serão aplicados para exploração de ouro para também desenvolver esta área.

Segundo Téte António, já se trabalha com os pontos focais para o fornecimento dos dados das áreas em que é necessário fazer investimentos públicos com apoio dos Emirates Árabes Unidos, antes do final deste ano.

"Vamos trabalhar para uma possível visita de alto nível, para que os investimentos nestes domínios que foram citados possam realmente ser traduzidos na prática", adiantou.

A audiência do ministro de Estado para os Negócios Estrangeiros dos Emirados Árabes Unidos, sheih Shakbbot Nahayan Mabarak Al-Nahyan, contou também com a presença do ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, ministro da Agricultura e Florestas, António Assis, dos Transportes, Ricardo de Abreu, do Comércio e Indústria, Victor Fernandes, dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino de Azevedo, das Obras Públicas e Ordenamento do Território, Manuel Tavares de Almeida, da Energia e Águas, João Baptista Borges, e da Saúde, Sílvia Lutucuta.