Ver Angola

Política

João Lourenço acredita novos embaixadores

O Presidente recebeu esta Terça-feira as cartas credenciais de cinco novos embaixadores. O gesto foi protagonizado por Oupa Monarfeng da África do Sul, Jiro Maruhashi do Japão, Daniel Vosgien da França, Rafael Vidal do Brasil e Dom Giovanni Gaspari, representante diplomático da Santa Sé em Angola.

:

Depois da entrega das cartas, que possibilita aos embaixadores representar os seus respectivos países junto do Estado angolano, os embaixadores reuniram-se, em separado, durante dez minutos, com João Lourenço.

No final do encontro com o Presidente, Oupa Monarfeng, o novo embaixador sul-africano, disse que o seu trabalho se vai focar no reforço da cooperação bilateral entre Angola e o seu país.

Citado pela Angop, o embaixador considerou que ainda é preciso reforçar a União Africana, considerando que esta é uma "plataforma importante para o desenvolvimento de Angola e África do Sul".

Já o embaixador do Japão revelou que a sua missão terá como objectivo reforçar as cooperações dos dois países nos sectores da saúde, agricultura, educação e tecnologias de informação.

Daniel Vosgien admitiu que as relações entre Angola e França são "excelentes", deixando a promessa de que vai continuar a reforçar as áreas da segurança e paz a nível regional.

"As relações de Angola com o Brasil são centenárias e ricas. Os contactos são fluídos e permanentes. Em nenhum momento assuntos consulares são capazes de afectar a nossa agenda", afirmou o novo embaixador brasileiro, Rafael Vidal.

O embaixador também frisou que os problemas entre os líderes brasileiros e angolanos da Igreja Universal do Reino de Deus não afectaram nem vão afectar as relações entre o Brasil e Angola.

O núncio apostólico, Dom Giovanni Gaspari, falou com João Lourenço sobre o Acordo Quadro – estabelecido o ano passado entre a Santa Sé e Angola – entre outros assuntos de interesse para ambas as partes.

Galeria