Ministro das Finanças pede desculpa por dificuldades e atrasos nos salários

O ministro das Finanças pediu esta Sexta-feira desculpa aos cidadãos pelas dificuldades que enfrentaram este ano, sobretudo aos funcionários públicos pelo pagamento tardio dos salários e do subsídio de Natal.
:
  

Archer Mangueira, que discursava na cerimónia de cumprimentos de fim-de-ano, em Luanda, frisou que apesar as dificuldades, o empenho da equipa económica do executivo permitiu o pagamento dos salários de Dezembro e o subsídio do natal de todos os funcionários públicos, antes de terminar o ano de 2016.

"Se fizemos o nosso melhor e mesmo assim não respondemos cabalmente às necessidades das populações, então, com toda a humildade, temos de reconhecer que precisamos de fazer ainda mais e melhor", disse o ministro.

Segundo Archer Mangueira, o ano de 2016 foi "muito difícil" para Angola devido à quebra significativa do preço do petróleo no mercado internacional, que ocorre desde 2014, gerando uma forte contracção fiscal no ano que agora finda.

O governante frisou que este factor, associado a debilidades estruturais da economia angolana, colocou o país perante uma escassez de recursos para assegurar o bom funcionamento do Estado e o bem-estar das populações.

Contudo, Archer Mangueira garantiu que o Governo vai fazer de tudo para que "os esforços e as privações que os angolanos viveram e 2016 não tenham sido em vão".

"Vamos procurar resolver rapidamente algumas dificuldades pontuais. Mas, acima de tudo, adoptaremos políticas que vão gerar prosperidade na economia, para que, em 2017, todos possamos viver melhor", referiu.

Mais Lidas