Ver Angola

Transportes

Privatização da TAAG não vai acontecer em 2022

O presidente do Conselho de Administração do Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE), Patrício Vilar, revelou que a privatização da TAAG não vai acontecer em 2022.

:

O responsável adiantou que o panorama económico foi "bastante abalado" durante a pandemia e admitiu que muitos dos compradores a nível internacional se tornaram em vendedores.

Em declarações à Luanda Antena Comercial e citado pelo Jornal de Angola, Patrício Vilar considerou que "vender uma companhia de aviação nos dias que correm é não fazer, porque ninguém a vai comprar".

"Sejamos directos em assumir que não há compradores. A aviação está a recuperar, mas levará o seu tempo", acrescentou.

À semelhança da TAAG, também a petrolífera de bandeira Sonangol e a Endiama, que estão a ser alvo de uma grande reestruturação, não deverão ser privatizadas no próximo ano.

O responsável também fez saber que até ao momento o Estado já encaixou mais de 800 mil milhões de kwanzas com a privatização de 41 activos.

Relacionado