Ver Angola

Sociedade

Proprietário recupera imóvel ocupado ilegalmente 27 anos depois de caso dar entrada no Tribunal de Luanda

Foram precisos 27 anos para Bernardino Maurício, conseguir recuperar o seu imóvel, que estava a ser ocupado ilegalmente pela JF Comercial.

:

Os esforços para a família conseguir reaver o imóvel começaram em 1993. Em declarações à TPA, Bernardino Maurício disse que na altura, quando se dirigiram à direcção provincial de habitação deparam-se com a existência de "uma terceira pessoa, neste caso a JF Comercial, detida por Jaime Freitas".

De acordo com o proprietário, a JF Comercial instalou-se no imóvel "sem cumprir com os procedimentos normais e começaram logo a construir", tendo sido instalado o armazém da Tecomat.

"Os marimbondos utilizaram corrupção, nepotismo, tráfico de influências e ao longo desses 27 anos", afirmou o proprietário.

Passadas mais de duas décadas, a batalha judicial chega ao fim. O Tribunal Provincial de Luanda decidiu, nos termos de uma sessão executiva, entregar o imóvel à família de Bernardino Maurício.

"A nossa justiça está de parabéns, quero agradecer à nova direcção do Presidente João Lourenço porque se não fosse os novos ventos em que ninguém é poderoso demais ou rico que não possa ser julgado, ou pobre demais que não possa ser defendido, nós nunca teríamos recebido isto", disse.

O tribunal deu à parte despejada um prazo de sete dias úteis para abandonar o imóvel. Estes devem deixar o imóvel vazio, tal como o encontraram há mais de duas décadas.