Ver Angola

Economia

PR convida investidores a conhecerem oportunidades de negócio

O Presidente da República convidou esta Terça-feira os investidores a examinar o leque de oportunidades de negócios no país nos sectores da agricultura e pecuária, indústria, pescas, transportes, construção e turismo.

:

João Lourenço interveio esta Quarta-feira no Fórum sobre Investimento em Angola, organizado no âmbito da iniciativa anual britânica conhecida como "África Debate", que contou com o envolvimento activo do Instituto para a Mudança Global, liderado pelo antigo Primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair.

Segundo o Presidente, citado numa nota de imprensa, este evento significa para Angola uma oportunidade para apresentar o país em renovação, uma economia emergente, que se quer tornar num destino preferencial para os investidores.

O chefe de Estado sublinhou que estão a ser tomadas medidas para melhorar o ambiente de negócios, reduzir a dependência do petróleo e atrair o investimento estrangeiro para os diversos recursos naturais e outros sectores económicos do país.

"Desde 2017 que iniciámos um processo de implementação de reformas para promover o investimento e aumentar a competitividade. Iniciámos um processo de privatização de empresas e activos, com destaque para sectores que oferecem grandes vantagens competitivas para o investidor privado, por isso, uso a presente plataforma para convidar a comunidade de investidores a ser proactiva no aproveitamento desta janela de oportunidades", exortou João Lourenço.

Ainda no quadro das reformas, aclarou o Presidente, foram aprovadas leis que estabelecem princípios para o investimento privado e promovem a concorrência no mercado, bem como foi liberalizada a taxa de câmbio e foram tomadas medidas contra a corrupção e impunidade, com vista a criar um melhor ambiente de negócios.

De acordo com o chefe de Estado, estas medidas visam essencialmente a transformação da economia e a atracção de investimento privado, para ajudar a reduzir a desigualdade, criar empregos e um rápido crescimento.

"Angola de hoje é um lugar seguro para investir, oferece um ambiente de negócios estável e favorável, com uma população jovem, trabalhadora, de espírito empreendedor e ávida em abraçar os desafios de um mercado em crescimento", garantiu João Lourenço, destacando ainda a favorável localização geográfica de Angola no acesso aos mercados da África Austral e Central.

Para a retoma do crescimento económico de Angola, frisou João Lourenço, é preciso o aumento do investimento, "para proporcionar aos angolanos, em particular a juventude, melhores rendimentos e, por essa via, aumentar o bem-estar das suas famílias".

Angola foi escolhida como país em destaque da edição 2020 do "África Debate" em reconhecimento das "notáveis reformas que tem vindo a implementar no domínio do ambiente de negócios, combate à corrupção e diversificação da economia, um engajamento que desperta o interesse crescente da comunidade internacional", refere a nota da secretaria de imprensa do Presidente da República.

Relacionado