Campanha de vacinação imuniza mais de 2,5 milhões de crianças contra pólio

Uma campanha de vacinação contra a poliomielite, doença que depois de sete anos sem casos registou este ano 42 ocorrências, arrancou em cinco províncias, para a imunização de 2,5 milhões de crianças.
:
  

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, disse na cerimónia de lançamento da campanha em Luanda, no município de Cacuaco, que o país está a "enfrentar uma situação difícil" com o número de casos registados.

Segundo a governante, a província do Kwanza Sul é a região com mais casos notificados (13), seguindo-se o Huambo (11), Luanda (6), Lunda Norte (4), Huíla (3), Benguela (2) e o Bié, Malanje e Lunda Sul, com um caso cada.

Sílvia Lutucuta referiu que para controlar o surto da doença, o Governo, com o apoio de parceiros nacionais e internacionais, decidiu implementar a campanha de bloqueio contra a poliomielite casa a casa.

"Para todas as crianças dos zero e menores de cinco anos dos municípios afectados e vizinhos, prevendo-se vacinar mais de 2,5 milhões de crianças, sendo para Luanda a previsão de 1,6 milhões de crianças", afirmou.

A campanha decorre até Domingo nas províncias de Luanda, Bengo, Kwanza Norte, Malanje e Uíje, numa acção porta a porta, com equipas fixas em creches, igrejas e mercados.

Para esta acção, as autoridades sanitárias contam com o envolvimento de efectivos das Forças Armadas, Polícia Nacional e do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros.

Angola não notificava casos desde 2011, mas há quatro meses voltaram a ser registados casos, sobretudo nas províncias do leste do país - Lunda Norte, Lunda Sul e Moxico.

A província de Luanda também registou casos da doença, tendo as províncias com maior incidência realizado já as suas campanhas de imunização.

Angola estava certificada pelo Comité de Certificação Regional Africano como livre do vírus da pólio, tendo os últimos cinco casos sido notificados em 2011, nas províncias do Uíje e Cuando Cubango.

Mais Lidas