Ver Angola

Ambiente

União Europeia lança operação de limpeza à praia da Mabunda

A União Europeia promove no sábado uma operação de limpeza à praia da Mabunda, local escolhido para o arranque da iniciativa devido ao estado crítico em que se encontra.

:

A campanha denominada “Meu Resíduo, Minha Responsabilidade” será executada pela Associação Nação Verde, que terá a incumbência de sensibilizar a população da capital.

Em conferência de imprensa para anunciar a iniciativa, o embaixador da União Europeia em Angola, Tomáš Uličný, referiu que a organização, líder mundial na luta contra o lixo marinho, lançou uma iniciativa para limpar praias em todo o mundo com a participação de todos.

Segundo o embaixador, a campanha ‘EUBeachCleanup’ é simultaneamente uma ação prática e de sensibilização a nível mundial.

“Em Angola, é uma primeira acção, um primeiro evento, em que nós convidámos muitas pessoas que responderam de maneira muito positiva”, disse Tomáš Uličný.

A iniciativa conta com o envolvimento do Ministério do Ambiente, do Governo da Província de Luanda e da administração do distrito da Samba, e um total de 600 voluntários.

O embaixador da UE em Angola frisou que a iniciativa pretende estender-se a outras regiões do país, salientando que esta primeira campanha tem como objetivo central sensibilizar as autoridades locais e provinciais para o problema que existe.

“Isso ajuda-nos a sensibilizar as autoridades, acho que já temos um bom impacto, porque alguns funcionários e instituições nacionais estão em sintonia, isso é bom, pretendemos continuar, a proteção do ambiente marinho é só o primeiro passo”, disse.

Tomáš Uličný frisou que Angola ao ter ratificado o Acordo de Paris pode beneficiar de mais programas financiados pela União Europeia, sendo esta campanha o primeiro passo.

A União Europeia apoia a campanha com meios para a sua realização, nomeadamente luvas, coletes, máscaras, sacos para a recolha dos resíduos, ancinhos e água, enquanto a administração da Samba disponibilizou uma pá carregadora, camião basculante e tractores para a remoção do lixo.

Por sua vez, o presidente da Associação Nação Verde, Nuno Cruz, disse que foi já realizada uma visita à praia da Mabunda, tendo sido constatada a necessidade de uma intervenção urgente.

Nuno Cruz referiu que naquela praia foram encontrados todos os tipos de resíduos desde garrafas de vidro a garrafas PET (plástico), latas, incluindo dejetos humanos.

“É uma praia em que se faz a comercialização de pescado e não há condições para que os vendedores acondicionem os resíduos produzidos. Achamos por bem aproveitar os recursos disponibilizados pela União Europeia para mitigar o índice de poluição de resíduos no computo geral”, notou.

De acordo com o ambientalista, existem outras praias que também carecem de intervenção, havendo necessidade da atuação de outros parceiros para se estender a campanha para outras localidades.