Ver Angola

Energia

Abastecimento de combustível no leste reforçado com novo ramal do CFB

O abastecimento de combustível e gás no leste do país vai ser reforçado com o novo ramal do Caminho-de-ferro de Benguela (CFB). O novo ramal ferroviário liga a estação do Luena ao Centro de Estocagem e Enchimento de Gás Butano da Sonangol.

: Kinda Kyungu/Angop
Kinda Kyungu/Angop  

A Sonangol estima, com o novo ramal, passar a fazer três viagens de comboio por semana, em vez de só uma, aumentando o transporte para 3000 metros cúbicos de combustível.

Um aumento que irá dar resposta à falta de combustíveis nas províncias do Moxico, Lunda Sul e Lunda Norte.

Assim, segundo a Angop, a petrolífera nacional vai prevenir eventuais rupturas de produtos, preservando no Centro de Estocagem 2250 metros cúbicos de combustível e, no Centro de Enchimento, 200 toneladas de gás butano.

Sebastião Gaspar Martins, presidente do Conselho de Administração da Sonangol, considerou que este ramal possibilitará o transporte de combustível de forma directa do terminal do Porto do Lobito até ao centro de estocagem, sem ser preciso fazer transbordos.

Por sua vez, Dinis Sardinha, gestor para área Logística e Distribuição da Sonangol, pediu às autoridades para lutarem contra o contrabando e explicou que a falta de gás na zona leste do país se deveu "apenas morosidade no transporte por via terrestre".

O novo ramal foi erguido em menos de um ano (11 meses) pela chinesa CR20, tendo custado à Sonangol três milhões de dólares.